terça-feira, 28 de outubro de 2014

TAG: Doenças Literárias



Esta é primeira TAG que faço aqui no blog. Sei que TAGs literárias parecem bobas - e realmente são -, mas vou usá-las aqui como uma espécie de lista de indicações do que ler ou do que jamais ler. Vamos lá.

1. Diabetes: um livro muito doce

A seleção, de Kiera Cass. Tão doce que fiquei enjoada. Este livro é para adolescentes apaixonadinhas. Já estou muito velha para isso. Aliás, por que é que eu li esse livro mesmo?

2. Catapora: um livro que você leu e não lerá de novo

Will Grayson & Will Grayson, de John Green e David Levithan. O pior livro que li em 2014, simples assim.

3. Ciclo Menstrual: um livro que você relê constantemente

1984, de George Orwell. Um profunda reflexão sobre a sociedade, formas de controle governamental e liberdade.

4. Gripe: um livro que se espalhou como vírus 

Jogos Vorazes, da Suzanne Collins. Virou modinha, mas é uma daquelas raras modinhas boas. Livraço!

5. Asma: um livro que tirou seu fôlego

Saco de Ossos, do Stephen King. Foi o primeiro livro que li do mestre, e claro que fiquei completamente apaixonada por ele. Tanto que já estou com uma lista enorme de livros do Stephen para ler.

6. Insônia: um livro que tirou o sono

Foram muitos, mas acho que Crime e Castigo, do Dostoiévski, foi o que mais me tirou o sono. Tanto por ser bom e eu não conseguir parar de lê-lo, quanto por ser perturbador. Brilhante!

7. Amnésia: um livro que você não se lembra muito bem

A redoma de vidro, Sylvia Plath. Na verdade, eu fiz questão de esquecê-lo. Não é que seja ruim, mas é tão triste ao ponto de fazer mal.

8. Má nutrição: um livro que faltou conteúdo para reflexão

Todo Dia, David Levithan. Era um livro que tinha tudo para ser brilhante, mas pecou na profundidade. 

9. Doenças de viagem: um livro que leva para outra época/mundo/lugar

O senhor dos anéis, de J. R. R. Tolkien. Não há como não se transportar para a Terra Média com a incrível capacidade descritiva de Tolkien. Genial!

Vi essa TAG no Cabine Literária.