terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Resenha: Demolidor - O homem sem medo, Frank Miller & John Romita Jr., Panini Comics (Marvel Comics)

Frank Miller estava no seu auge criativo. O personagem Demolidor, na decadência editorial. Vendia pouco, agregava pouco ao universo da Casa das Ideias. Foi um encontro certeiro entre escritor e personagem, e nasceu mais uma grande obra da 9ª arte que, à semelhança do que aconteceu com Miller e Batman em “Ano Um”, redefiniu o Demolidor, elevou as vendas do título e iniciou uma fase que ficaria marcada para sempre como a melhor do ‘Diabo da Guarda’ em todos os seus anos de existência. Uma fase tão importante que gerou a expressão ‘Demolidor de Frank Miller’.
Sinopse: Ele foi criado por seu pai, um boxeador em decadência com uma última chance de fazer algo de bom - uma chance que lhe custou a vida. Ridicularizado e atormentado pelas outras crianças enquanto crescia, Matt teve sua vida irremediavelmente alterada quando, ao salvar um idoso, perdeu a visão ao ser atingido por materiais radioativos. A compensação? Uma vontade inquebrantável e uma inteligência aguçada, que ajudaram a dar foco aos supersentidos com os quais Matt foi abençoado pelo acidente.
Fonte: http://www.skoob.com.br/livro/49181ED54014

Como nasce um herói? Como o exemplo paterno influencia na formação moral de um homem? Miller responde a isso e mais em uma gênese de herói que – me atrevo a afirmar – pode ser comparada à do Batman em “Ano Um”. Com o seu jeito cortante e cínico de escrever, que confere aos seus trabalhos verossimilhança, aproximando o herói do leitor, é impossível não devorar cada página das 5 edições desta minissérie lançada em 1996 aqui no Brasil. 

Os desenhos do mestre John Romita Jr. são muito bons e seu traço é sujo (diferente da sua arte de hoje em dia, como em Kick-Ass). A arte é bastante orgânica, típica dos anos 80, o que me agradou bastante. Aliás, me incomodam os traços muito plásticos e perfeitinhos dos quadrinhos de hoje em dia. Ler clássicos da Era de Prata é um deleite para mim.






Um herói que basicamente nunca chamou a minha atenção se tornou, por causa do genial Frank Miller, um dos meus favoritos. Tanto que comecei a correr atrás de outros materiais do Demolidor. Mas, antes de ler qualquer outra coisa, acho importante ler estas 5 edições, pois elas apresentam não só a gênese como introduzem os personagens e elementos principais do universo do herói. Recomendadíssimo!

Nota: 

5/5