quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Resenha: Matadouro 5, Kurt Vonnegut, L&PM Pocket


País de Origem: EUA
Ano da 1ª edição original: 1969
Ano da edição brasileira atual: 2005
Nº de páginas: 232

Sinopse: Matadouro 5, obra-prima do norte-americano Kurt Vonnegut, conta a tentativa de um ex-soldado americano que lutou na Segunda Guerra Mundial e que assistiu ao bombardeio da cidade de Dresden de escrever sobre a experiência da guerra. O personagem por ele criado, Billy Pilgrim, é um americano bem de vida e interiorano que viaja no tempo, para outros planetas, e revisita diversos momentos da sua própria vida – sendo o ponto crucial da sua existência o episódio em que foi feito prisioneiro durante a Segunda Guerra, quando vivenciou o bombardeio da cidade alemã, em que morreram 135 mil pessoas – o dobro de mortes causadas pela bomba de Hiroshima.  O resultado desta inusitada história é uma narrativa inigualável, fantasiosa, sarcástica, engraçada, satírica, irônica, triste e cheia de sentido. Publicado primeiramente em 1969, em plena Guerra do Vietnã, Matadouro 5 foi classificado pelo conselho editorial da Modern Library como um dos 20 melhores romances em língua inglesa do século XX. Embora seja conhecido como um dos principais romances norte-americanos antiguerra, nele Vonnegut oferece muito mais do que um libelo pacifista. Trata-se de crítica social da mais criativa, inclassificável e atual, da expressão de uma visão de mundo ingênua e desencantada ao mesmo tempo.


Fonte: https://goo.gl/RI9mc4



MINHA EXPERIÊNCIA DE LEITURA


"Kurt Vonnegut Jr. (Indianápolis, 11 de novembro de 1922 - Nova Iorque, 11 de abril de 2007) foi um escritor estadunidense de ascendência germânica. Concluída a formação em Química, alistou-se no exército e combateu na Segunda Guerra Mundial. Feito prisioneiro, presenciou o bombardeamento de Dresden. Após a Guerra, formou-se em Antropologia. É autor de vários romances, ensaios e peças de teatro, entre os quais se destacam Player Piano (Revolução no Futuro) de 1952, Cat’s Cradle de 1963, Slaughterhouse-Five (Matadouro 5) de 1969, Breakfast of Champions (Café-da-Manhã dos Campeões ou Pequeno-almoço de campeões) de 1973 e Galápagos de 1985. Sua última obra foi Look at the Birdie de 2009, livro póstumo com uma coleção de contos e ensaios. Vonnegut morreu em 11 de abril de 2007, semanas após uma queda em sua casa em Manhattan que resultou em graves complicações cerebrais". Wikipedia

'Matadouro 5' é considerado, por muitos críticos e leitores, a obra-prima de Vonnegut, e entrou na minha lista após ver uma dica no Pipoca e Nanquim sobre um outro livro do autor, o 'Café-da-manhã dos campeões', mas que infelizmente está esgotado no Brasil. Ele também está no meu post 'melhores livros de ficção científica de todos os tempos'. 

O autor é o próprio narrador e um dos personagens da história, afinal esteve na Segunda Guerra Mundial e assistiu ao bombardeio na cidade de Dresden, Alemanha. Mas, para contá-la a partir de um outro ponto-de-vista, Vonnegut cria um personagem interessante e muito peculiar: Billy Pilgrim, um homem que também foi à Guerra e presenciou o massacre de Dresden e, anos depois, aparentemente começa a surtar.  

Pilgrim é um homem sem graça, sem muitos atributos, mas que por sorte do destino fica rico ao se casar, após voltar do front, com uma moça com ainda menos atributos que ele.  Ele constitui família, se dá bem nos negócios e vive a sua vida chata de americano-provedor-da-família dos anos 50. Até que sua esposa morre e Billy decide revelar ao mundo suas experiências interplanetárias.

O livro tornou-se uma espécie de ode à paz e um manifesto anti-guerra não-panfletário em plena Guerra do Vietnã, época em que foi lançado. Com uma escrita cheia de humor negro e ácido, piadas inteligentes, muita ironia, elementos surreais em sintonia com os históricos e uma fluidez deliciosa, 'Matadouro 5' é um clássico moderno e leitura necessária para qualquer interessado em um bom livro sobre guerras (ou mesmo para quem está a procura de um livro de leitura fácil, mas com profundidade).


VEREDITO



Inteligente, inusitado, amargo e engraçado na medida certa, esta é uma obra que deixa uma marca indelével na mente do leitor e faz qualquer um se apaixonar pelo estilo de escrita, mais do que original, de Kurt Vonnegut. 

Recomendadíssimo!

Nota:
5/5

Baixar
Comprar Edição em Inglês *

* A edição em português está esgotada